terça-feira, 24 de março de 2015

Compras vegetarianas (vegan) no Martim Moniz

Hoje consegui fazer uma visita ao Martim Moniz e decidi fazer umas comprinhas em alguns supermercados chineses e indianos.

Fotos de parte das compras:



Supermercados Chineses:

No supermercado Chen, comprei:
- Algas pretas secas - 1,95€
- Pele de Soja (Yuba) - 3,20€
- Massa de Soja - 1,75€
- Molho Sriracha 150ml - 0,95€
- Tofu firme (500g) (não aparece na foto) - 1,20€
- Tofu mole (500g) (não aparece na foto) - 1,20€
- Tofu macio em folha (não aparece na foto) -2,50€
- Tofu frito (não aparece na foto) -2,70€
- Dumplings (ravioli) de vegetais (não aparece na foto) - 4,75€
- 100 folhas de alga noori para sushi - 8,90€

Morada do Supermercado Chen:
Rua da Palma N.220 - Lisboa (Martim Moniz)

Opinião:
Eu gosto bastante deste supermercados, aliás é a segunda vez que lá vou.
Apenas não me agrada muitos dos produtos não terem rótulo português (nem inglês, espanhol, francês,...) aparece mesmo só em chinês o que dificulta imenso a compreensão.
O supermercado tem uma grande variedade de produtos, não só chineses como outros produtos orientais, nomeadamente produtos chineses e coreanos.
Não é dos mais arrumados mas os produtos são bastante baratos.
Os empregados apesar de falarem pouco português são bastante simpáticos.


No supermercado Hua Ta Li, comprei:
- Esteira de bambu para fazer sushi - 1,80€
- Vinagre de Arroz para sushi (500ml) - 3,45€
- Cogumelos Shitake secos (80g) - 1,60€

Morada do Supermercado Hua Ta Li:
Rua Fernandes da Fonseca N.16 - Lisboa (Martim Moniz)

Opinião:
Ao contrário do supermercado Chen, o Hua Ta Li está bastante organizado e todos os produtos que vi tinham rótulo em português.
Empregada da caixa muito simpática e pareceu falar fluentemente português.
Não encontrei tanta variedade de produtos como no Chen.


Em relação a estes dois supermercados chineses:
O Chen eu já conhecia, daí ter lá ido primeiro. Se voltasse lá agora, começaria pelo Hua Ta Li, pois está melhor organizado e tem a facilidade dos rótulos em português. Além disso, a empregada da caixa pareceu perceber bem português o que pode facilitar se tivemos algumas questões sobre algum produto.
No entanto, como reparei que o Chen tem mais variedade de produtos, iria lá a seguir para procurar os restantes produtos.



Loja Indiana:

Na loja Popat Store, comprei:
- Chana Dal (grão de bico partido e pelado) 1Kg - 1,95€
- Farinha de Milho Amarelo 1Kg - 1,40€
- Coco ralado 250g (não aparece na foto) - 1,50€
- Pimentão Doce em Pó 100g (não aparece na foto) - 1,25€
- Canela em pauzinhos partidos 100g (não aparece na foto) - 1,25€
- Óleo de coco refinado 500ml - 3,95€
- Caril de Goa em pó - 3,50€

Morada da loja Popat Store:
Centro Comercial da Mouraria loja 251/252 (Corredor do Metro) - Lisboa (Martim Moniz)

Opinião:
É a segunda vez que visito esta loja, da primeira vez comprei imensa coisa que ainda tenho.
Os produtos são de qualidade e geralmente são bastante baratos.
Empregados simpáticos e com facilidade no português.
Todos os produtos têm rótulo em português.
Como ponto negativo apenas o Caril de Goa, achei 3,50€ demasiado caro. Culpa em parte minha que antes tinha na mão um caril a 0,90€ e depois vi este que me agradou mais. Em lado nenhum estava o preço do Caril de Goa e só depois de pagar me apercebi do quanto caro foi.



Para além dos produtos acima mencionados, recomendo comprar frutos secos (tâmaras, amêndoa, caju,...) nestes supermercados (indianos e chineses) pois sai mais em conta.
Se bem me recordo o caju na Popat Store estava a 12€ e tal o quilo. Um preço fantástico em comparação aos 16€ e tal que se vêm nos supermercados portugueses. Além disso este caju é de boa qualidade, foi o que usei nas receitas de queijos vegetais que publiquei aqui no blog.

Já sabem, se quiserem visitar o Martim Moniz, ficam aqui com estas dicas :D
Boas compras!

2 comentários:

  1. Os dumplings vegetais não levam carne?? Comprei mas ao provar achei que tinha um sabor estranho e pareceu-me carne picada :S

    p.s.: também adoro esses sitios no martim moniz ^^

    ResponderEliminar